Vereadores debatem desmunicipalização de ensino

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Guabiruba, realizada na noite desta terça- feira (14,) o vereador  Haliton Kormann voltou a comentar a situação das entregas de encomendas por parte da agência dos Correios. Segundo ele,  os carteiros não são da cidade e enfrentam dificuldades na localização dos endereços.

Ele sugeriu que os moradores possam adequar as numerações das residências e colocar caixas coletoras. Kormann defendeu o projeto “Junho Verde” reprovado por maioria de votos em sessões anteriores.

Para o vereador Waldemiro Dalbosco, a municipalização do ensino fundamental foi realizada no passado de forma impositiva, sendo que a atual administração ao receber a proposta de desmuncipalização tratou de chamar todos os envolvidos para debater a possibilidade.

Ele também alertou que a reforma da Escola Professor João Boss não pode ser atrelada ao tema desmunicipalização do ensino fundamental. Para Dalbosco, são assuntos diferentes.

Jaime Luiz Nuss realizou uma exposição de motivos sobre o projeto “Junho Verde”, reprovado com votos dos vereadores de situação na sessão anterior. Ele criticou o posicionamento dos vereadores contrários e solicitou que o público prestasse a atenção na aprovação de um projeto que cria um cargo no quadro de funcionários da casa.

No espaço da palavra livre destaque para o pronunciamento do vereador Luciano Schlindwein, que entre os temas apresentados estendeu convide para comunidade para participação na Tenda Cultural, Feira de Produtos Artesanais e Lazer na Estrada.

Ele também lembrou o evento de inauguração da pavimentação em parceria da Rua Santa Catarina, Bairro São Pedro. O parlamentar elogiou os vereadores de situação que sempre então junto da comunidade acompanhado e prestigiando os eventos e encontros.

O vereador  Felipe Eilert dos Santos informou que voltará a cobrar melhoras no atendimento do Banco do Brasil, atendendo pedido de usuários. Sobre o tema educação especial, o vereador procurou a direção da secretária de Educação para buscar informações sobre o trabalho realizado. Segundo ele, mais de 50 atendimentos são realizados todos os meses na cidade. Ainda sobre o tema, o vereador ressaltou a importância da realização de políticas publicas para o setor.

Santos também comentou sobre os focos de dengue encontrados no município, um no Bairro Aymoré e dois no mesmo lugar no Bairro Imigrantes. Ele disse que foi reforçada a necessidade de ação e conscientização da comunidade no trabalho preventivo.

Sobre o projeto “Junho Verde”, o vereador lamentou a utilização de boa parte da sessão para discussão de uma matéria já vencida. Porém, repudiou a tentativa de alguns vereadores de tentar colocar a Mesa Diretora contra a opinião pública com acusações infundadas.

O vereador Nilton Rogério Kohler que foi a favor da municipalização do ensino fundamental na legislatura passada. Comentou o processo de desmuncipalização proposta pela Gerencia de Educação, dizendo acreditar que o ensino municipal é bem superior ao atendimento do estado.

Sobre o projeto “Junho Verde”, voltou a questionar a reprovação do mesmo pelos vereadores de situação, não concordando com a alegação de inconstitucionalidade pregada pelos contrários a matéria.

A presença do vereador  Valdecir Gomes Ferreira vestido com camisa e chapéu verde foi encarada por vereadores de oposição e alguns membros da comunidade que acompanhavam a sessão como provocativa. O edil justificou a reprovação do projeto “Junho Verde” afirmando que sempre cuidou da natureza.

O líder de governo na casa, Cristiano Kormann comentou o tema desmunicipalização, lamentando a ausência dos vereadores de oposição no encontro que tratou do assunto, já que os mesmo foram a favor da municipalização na época da votação.

Ainda sobre o tema educação, o vereador voltou a criticar boatos espalhados por colegas oposicionistas sobre problemas com a merenda escolar. O defensor do governo informou que o trabalho realizado em Guabiruba é referencia para o país, inclusive serviu de inspiração para um documentário produzido pelo Greenpeace.

Dúvidas ou Sugestões

Projeto de ginástica rítmica atende cerca de 100 crianças

Com cerca de 100 meninas de 5 a 16 anos, Brusque é um celeiro de grandes atletas na ginástica rítmica. São 33 meninas atualmente na equipe de rendimento e outras 60 na escolinha que buscam chegar também a equipe principal, que nos últimos anos têm projetado o nome da cidade no cenário nacional e sul-americano. O treinador da equipe, Thiago Coelho, observa que Santa Catarina é um dos estados mais fortes do Brasil. Por ter um...
Continuar lendo...

Brusque garante vaga nos Jasc

O basquetebol masculino de Brusque conquistou vaga para os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) ao vencer a equipe de Itajaí nesta terça-feira (20)  pelo placar de 78X60. O jogo da disputa pela primeira posição é na quarta-feira (21), às 10h, contra Joinville, que venceu por 65X37 Balneário Camboriú. Na bocha rafa vollo feminina, Brusque também conquistou vaga. Com oito pontos, o time ficou em...
Continuar lendo...

Homem teria sido atropelado e assaltado em seguida

Um homem chegoou ao hospital de Azambuja ferido e alegando ter sido atropelado na noite deste sábado (6). Mais: o condutor do veículo teria descido, pego dinheiro que estava no bolso dele e fugido do local sem prestar socorro. A Polícia Militar foi acionada pelo setor de emergência do hospital, informando acerca do caso, que teria ocorrido por volta de 23h28. Segundo os relato feito pelo homem, ele transitava pela Rua Alberto Muller, no Bairro Limeira Baixa,...
Continuar lendo...