Novo presidente fala sobre ano do Legislativo

As reuniões ordinárias da Câmara de Vereadores de Brusque retornam às 18h desta terça-feira (8), já sob o comando do novo presidente da casa. O vereador Roberto Pedro Prudêncio Neto (PSD), eleito para a mesa-diretora do legislativo no final de 2014, recebeu a reportagem da Rádio Cidade para falar sobre o terceiro ano desta legislatura.

Na primeira sessão de 2015, além dos pronunciamentos, debates e votação de projetos de lei, os vereadores receberão duas visitas. Participarão do início da sessão o prefeito Paulo Eccel e também o diretor do Fórum de Brusque, o juiz  Edemar Leopoldo Schlösser. Os dois fizeram parte da agenda de reuniões de Prudêncio durante o início de seu mandato na presidência da Câmara.

Entre esses encontros, Prudêncio destacou as reuniões com o prefeito para a ampliação da sede do Legislativo, que tem seu projeto de extensão para os fundos do prédio, em área ainda disponível no terreno, além da verticalização do prédio em mais dois andares. A obra iria disponibilizar novos gabinetes para os vereadores, além de um local apropriado para os documentos históricos do Legislativo e salas de reuniões das comissões.

Já sobre o projeto 160/2014, que trata do financiamento com o Banco de Desenvolvimento da América Latina para o Plano de Mobilidade Urbana de Brusque, o presidente da Câmara acredita que o assunto receberá a atenção necessária, com a possibilidade de uma audiência pública sobre o tema após o Carnaval.

Com relação à possibilidade de contratação de um assessor parlamentar por vereador, o que geraria mais 15 cargos comissionados na Câmara, Prudêncio afirmou que tal situação é viável dentro da realidade financeira. Segundo ele, o Legislativo brusquense é um dos mais enxutos de Santa Catarina e essas contratações não afetariam a viabilidade da Câmara.

Na pauta da primeira sessão de 2015, dois projetos foram colocados para discussão e votação dos vereadores. O 23/2014, de autoria do próprio presidente, procura instituir o Programa de Apoio à Geração de Emprego para Jovens, na faixa etária entre 16 e 21 anos. Já o projeto 71/2014, de autoria do vereador Alessandro Simas (PR), trata da obrigatoriedade de autorização por parte de órgãos competentes para o serviço de concretagem, além da proibição da limpeza destes equipamentos em via pública e do despejo destes materiais na rede pluvial.

Confira o áudio da entrevista com o novo presidente da Câmara de Vereadores clicando no player, no topo da página.

Dúvidas ou Sugestões