Assaltante é baleado no peito ao tentar assaltar delegado

Um bandido escolheu errado sua vítima da tarde dessa quinta-feira (29) e sofreu as consequências. Ele assaltou um carro em que estavam um delegado e um agente da Polícia Federal, no centro de Curitiba, e foi baleado no peito. A atitude do policial provocou palmas da multidão que assistia à cena.

A vítima se identificou aos socorristas como Osvaldo Pereira, 39 anos. Ele foi levado consciente ao Hospital Evangélico. Osvaldo usava uma tornozeleira eletrônica, para o monitoramento de presos que estão no regime semiaberto.

O delegado da Polícia Federal, Elvis Secco, contou que por volta das 15h o marginal abordou o carro onde eles estavam. “Ele colocou a arma na nossa cabeça e levou vários objetos meus e do meu colega de trabalho”, relatou. Elvis justificou a ação. “Dar um tiro não é uma algo bom, mas ele estava muito nervoso e agitado, querendo nossos bens”, relatou.

O agente entrou em luta corporal com o bandido para tentar tirar o revólver calibre 38 da mão dele. Antes que ele reagisse, o delegado atirou. Nos bolsos do homem estavam relógio, corrente e outros pertences roubados minutos antes.

Insegurança

Uma das pessoas que estavam no local onde Osvaldo era atendido sugeriu que todos batessem palmas para o delegado. Cansados de conviver com a insegurança e o medo de assaltos, populares toparam e, por quase um minuto, homenagearam a atitude do policial.

Simone Fiori, moradora da região, contou já ter visto o homem baleado assaltando pessoas próximo a um mercado que fica na esquina onde ocorreu o roubo. “Já faz muito tempo que ele fica por aqui, usando drogas e assaltando as pessoas que saem do mercado, principalmente”, disse.

 

FONTE / GAZETA DO POVO

Dúvidas ou Sugestões