Deprecated: strlen(): Passing null to parameter #1 ($string) of type string is deprecated in /home/radiocidade/public_html/home_1/framework/class/Noticia.class.php on line 79
Os detalhes do assassinato de Chico Wehmuth

Os detalhes do assassinato de Chico Wehmuth

Após seis meses de investigação feita pela Policia Civil de Brusque, o delegado Alex Bonfim Reis indiciou a companheira do empresário brusquense Amilcar Arnoldo Wehmuth, o ‘Chico Wehmuth, proprietário da empresa Quimisa S/A, em Brusque, pelo crime de homicídio duplamente qualificado, motivo torpe e envenenamento. O inquérito  já foi encaminhado para o fórum da comarca nesta quarta-feira (21). Sandra Maria Bernardes foi a ultima pessoa a estar com Chico antes de ele ser hospitalizado e morrer aos 70 anos de idade, no dia 29 de junho de 2014.

Segundo o delegado, existem evidências do homicídio de Wehmuth e, também, da autoria do crime. Ao longo das investigações, a Polícia Civil procurou ter muita cautela em colher depoimentos e procurar  provas que evidenciaram a causa da morte. O envenenamento do empresário teria se dado quando ele ingeriu “chumbinho”, nome popular do agrotóxico Aldicarbe.

“Assim que se cogitou a possibilidade de envenenamento, um material foi colhido e encaminhado para o Instituto de Análises Forenses  e que confirmou  que Amilcar havia sido envenenado. A partir disso, nós começamos a investigar se tínhamos uma situação de suicídio ou homicídio e em todos os depoimentos ouvidos nada indicava qualquer possibilidade de suicídio”, afirmou o delegado.

A primeira pista

O ponto crucial para que a polícia chegasse até a suspeita foi confirmada quando o delegado tirou a principal dúvida: o tempo que o Aldicarbe leva para fazer  efeito. A reposta do Instituto Geral de Perícias foi de um tempo curto a pessoa começa a passar mal. Chico Wehmuth foi internado no sábado,  28 de junho de 2014.

“Havia apenas uma pessoa que o acompanhava e imagens do circuito de segurança onde ele morava mostram indício de que apenas Amilcar e outra pessoa estava no apartamento dele e não há outro indicativo de que uma terceira pessoa pudesse estar lá e tenha tido contato com eles nas horas que antecederam a morte”, explicou o delegado.

Essa pessoa seria Sandra Maria Bernardes. Por volta de 13h30min do dia 28 junho, ela teria entrado no apartamento e ficado até por volta das 22h, momentos antes de ele ser atendido no Hospital de Azambuja.  “Os laudos apresentaram que uma pequena dose os efeitos já é sentida em poucos minutos ou pouquíssimas  horas após a ingestão. Com base nessa informação e considerando  que oito horas, aproximadamente, o Amilcar e essa outra pessoa estavam juntos é possível identificar que ele foi envenenado nesse período de tempo”.

Estudos apontam que  para que o chumbinho possa ser letal batam apenas de 0,3 até 0,5 mg consumidos. Em uma pessoa com 80 kg, por exemplo, basta de 24 até 400 mg para ela morrer. “Nós acreditamos que com os trabalhos feitos a indícios de ser de autoria e materialidade para que o autor possa ser denunciado pelo Ministério Público e levado para a justiça decidir se essa pessoa é culpada ou não”, disse o delegado

Uma única suspeita

Ainda segundo Reis, todos os indícios apontam somente para Sandra Maria Bernardes e não existe a possibilidade de outra pessoas ser suspeita do homicídio. Durante as investigações, a polícia descobriu que ela tinha direito a uma apólice de seguro em que outro beneficiário seria o filho dela. A apólice foi feita no dia 18 de junho, no valor de R$ 120.000,00. Com a morte de Chico Wehmuth, a mulher ainda tem direito à pensão, seguro de vida, apólices de seguro e mais partilha da herança.

Outro dado ainda dá conta de que no ano de 2011 a indiciada teria movido uma ação requerendo pensão alimentícia após uma separação, mas que não foi concluída por que o casal teria reatado o relacionamento.

A prisão da suspeita não foi pedida, porque, segundo o delegado Alex Bonfim Reis, Sandra compareceu e colaborou com toda a investigação.

Quem vai decidir se há necessidade, a partir de agora, será a justiça.

Dúvidas ou Sugestões

Acidente no bairro Aymoré deixa piloto de moto ferido

Por volta das 13h37 desta quarta-feira (17), o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender u acidente de trânsito, na rua Prefeito Carlos Boss, bairro Aymoré, em Guabiruba, envolvendo carro e moto. O automóvel GM Corsa, de cor branca, era conduzido por um homem de 36 anos de idade que nada sofreu. A motocicleta Honda CB 300, de cor vermelha, era conduzida por um homem de 29 anos. O piloto da motocicleta encontrava-se deitado ao lado da via, consciente, orientado,...
Continuar lendo...

O adeus ao capitão do tri

Morreu no Rio de JaneirO nesta terça-feira (25) o ex-jogador Carlos Alberto Torres. Considerado um dos maiores jogadores da história do futebol mundial, o capitão do tri foi vítima de um enfarte fulminante. Ele tinha 72 anos de idade. Atualmente, Torres era comentarista do canal SporTv. Carlos Alberto foi lateral direito e comandou a seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo do México, em 1970. Com passagens por equipes como Santos,...
Continuar lendo...

Mesmo agredida por seis anos, ela decidiu ficar com o ex no réveillon

Uma mulher de 31 anos de idade denunciou à Polícia Civil o ex-companheiro, com quem manteve relacionamento por seis anos. Os dois estão separados há pouco mais de um mês e, desde então, ele a tem ameaçado de morte e agredido. A mais recente ação ocorreu depois do reveillon. Segundo o registro feito na Delegacia, a mulher afirma que durante os seis anos o ex marido a ameaçava de morte várias vezes, além de...
Continuar lendo...