Distúrbios do sono

Não é difícil encontrar pessoas que sofrem com os distúrbios do sono. Na maioria dos casos esse mal se apresenta na forma de ronco, como apnéia ou na insônia. Segundo especialistas da área, existem mais de 70 tipos. O anestesiologista e especialista em medicina do sono, Charles Machado, diz que quem mais sofre com esses problemas são os homens. A cada mulher que sofre com o problema, existem três homens na mesma situação.

Quando as mulheres entram na menopausa, a estatística se iguala. Charles lembra que as crianças também registram grandes índices quando se trata de parasonia e terror noturno. Segundo o médico, com base em estudos ingleses o número de acidentes de trânsito com pessoas que sofrem a apnéia é maior do que os relacionados ao álcool.

Além disso, o paciente pode sofrer as conseqüências como alteração do humor, irritabilidade, depressão e baixa produtividade. Para diagnosticar se uma pessoa sofre ou não de algum tipo de distúrbio do sono, os médicos geralmente indicam um exame chamado polissonografia.

Para realizar o PSG o paciente passa uma noite inteira no chamado laboratório do sono. Por meio de eletrodos ele é monitorado durante o sono. Desta maneira, o médico pode avaliar todos os problemas que o paciente tem durante a noite e assim indicar o melhor tratamento.

Em Brusque, o exame é feito apenas por convênio ou de forma particular. Em algumas cidades, quando o motorista precisa renovar a Carteira de Habilitação o médico faz a solicitação de uma polissonografia. Caso ele não possa pagar, poderá fazer pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ficando comprovado que um motorista, por exemplo, sofre com esses distúrbios, o médico indica a aposentadoria por invalidez.   

Dúvidas ou Sugestões