Mudança de hábitos

Negar fazer o teste de bafômetro não vai ajudar aos motoristas que forem flagrados dirigindo embriagados. O alerta foi feito na manhã desta segunda-feira (7) pelo delegado titular da DP de Brusque, Juscelino Carlos Boss. O delegado explicou que o policial que atender a uma ocorrência e registrar "estado de embriagues", será o suficiente para a aplicação das medidas administrativas previstas na nova Lei.

O delegado comemorou a tranqüilidade do plantão no final de semana passado, quando só um motorista foi flagrado na direção sob efeito de álcool. Juscelino Boos faz parte da torcida organizada que aposta na manutenção da Lei 11.705, que alterou o Código de Trânsito Brasileiro. O policial diz que a Lei vai provocar uma necessária mudança de hábitos na população brasileira.

O consumo de qualquer quantidade de bebidas alcoólicas por condutores de veículos está proibido. Antes, era permitida a ingestão de até 6 decigramas de álcool por litro de sangue (o equivalente a dois copos de cerveja). Quem for pego dirigindo depois de beber, além da multa de R$ 955, vai perder a carteira de motorista por 12 meses.

 

 

 

Dúvidas ou Sugestões