​Segundo peritos, homem morreu afogado em lagoa

O Instituto Geral de Perícias (IGP) confirmou para a reportagem da Rádio Cidade, na manhã desta terça-feira (9), que a causa da morte de Valmor Graff, encontrado sem sinais vitais na lagoa de sua propriedade no fim de tarde desta segunda-feira (8), foi afogamento. O fato ocorreu na localidade de Águas Negras, já no município vizinho a Brusque, Botuverá, entre às 14h e 19h, momento em que familiares encontraram o corpo do homem de 64 anos de idade.

Segundo seus familiares, no início da tarde ele saiu para procurar algum local para se refrescar. Devido a sua demora, seus parentes foram o procurar, encontrando-o às margens da lagoa, com metade do corpo para dentro da água e outra na margem, já morto. Como sua saúde estava debilitada, existiam dúvidas do que teria causado o seu falecimento, sanadas depois de que o corpo foi submetido à exame cadavérico efetuado pelos peritos.

O corpo de Valmor está sendo velado na residência da família, localizada na Estrada Geral de Águas Negras. O sepultamento ocorrerá nesta terça, em horário ainda não confirmado pela família. Este é o primeiro afogamento registrado na região, em dezembro, sendo que a estação mais quente do ano, o verão, ainda nem começou.

Dúvidas ou Sugestões