Brusque terá Núcleo Regional de Perícias do IGP

O Instituto Geral de Perícias de Brusque (IGP) está à procura de um novo e amplo espaço para mudar de endereço. “O Instituto quer criar um Núcleo Regional de Perícias a  curto prazo”, confirmou nesta quarta-feira (25) o perito ambiental Marcelo Martins, diretor adjunto do IGP. As novas instalações abrigarão os serviços de necropsias, perícias criminais, identificação, perícias ambientais e outros, ligados ao setor.
O dirigente do IGP esteve em Brusque para iniciar as negociações com o poder público municipal que, segundo ele, está próximo de uma solução. O novo prédio até pode ser locado pelo IGP, explica o perito Marcelo Martins, mas preferencialmente que seja cedido pela prefeitura.
Ao resolver o problema de espaço físico, dois peritos e dois auxiliares, mais um datiloscopista e auxiliares, auxiliares de necropsias, auxiliares administrativos e motoristas serão lotados em Brusque para atender a região, assim como a instalação dos  recursos técnicos necessários para os serviços de um Núcleo Regional.
Dois prédios podem ser vistos pelos técnicos do IGP como possíveis de abrigar o Núcleo em Brusque. As dependências da antiga Câmara de Vereadores, no Centro, pertencente ao Samae, ou onde funcionava a Secretaria de Desenvolvimento Regional, na rua 7 de Setembro, no bairro Santa Rita, que pertence ao estado.
O atual espaço ocupado pelo IGP, nos fundos da Capela Mortuária do Centro, pertence à Comunidade Evangélica Luterana.
Dúvidas ou Sugestões