Denúncia acaba com cárcere privado

Denúncias de vizinhos levaram a Polícia Ambiental a fazer novas apreensões de pássaros silvestres que eram criminosamente mantidos engaiolados, em Brusque. Na manhã de terça-feira (24), na casa de um morador da rua Luiz Machado, no bairro Azambuja, a PMA recolheu redes, gaiolas, equipamentos utilizados para a captura e cinco pássaros da mata nativa que estavam presos, o que é proibido pela legislação ambiental.
Pelos cinco pássaros que estavam presos, além de responder a um inquérito policial o acusado terá que pagar uma multa de 2 mil e 500 reais. Nas casas das imediações, muitos moradores abriram suas gaiolas e soltaram os pássaros que estavam presos. A ação levou os policiais a recolherem mais gaiolas e outros equipamentos utilizados na captura de pássaros.
Em um dos casos, o morador havia colocado um alçapão na casinha em que tratava os pássaros para capturar outros animais. Esse material também foi destruído pelos policiais.
Dúvidas ou Sugestões