Fundação recebe exposição Pão-por-Deus

É preciso começar
O resgate da tradição
Pedindo o Pão-por-Deus
Em forma de coração

Estes e outros versos podem ser conferidos na exposição Pão-por-Deus, que abre na terça-feira (20), na Fundação Cultural de Brusque. A solenidade será realizada às 19h.

Na exposição estarão presentes lenços bordados com corações e versos na técnica do bordado livre ou brasileiro, como muitos chamam. Há também pequenos versos em papel rendilhado, fios e cores, todos obra de Parísina Ribeiro.

A mostra fica disponível para visitação até o dia 6 de junho, de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h.

Pão-por-Deus é uma tradição cultural trazida para o Brasil, principalmente para o litoral de Santa Catarina, pelos colonizadores provenientes do arquipélago de Açores, pertencentes a Portugal. Sua origem é bastante plural e discutida, mas segundo alguns estudos, por aqui ganhou outros significados e formas de expressão. A principal delas, foi a de escrita em quadrinhas, em corações de papel brancos ou coloridos, recortados, rendilhados e enfeitados.

O objetivo de sua escrita é variado e, de acordo com a pesquisadora Maria Eli Mannrich, tomou formas diferentes, em épocas diferentes. Geralmente escrito de modo anônimo, suas quadrinhas rimadas continham, desde declarações de amor, pedidos de presentes à recados e até “desaforos”. Essas rimas poderiam ser imitadas, repetidas ou serem originais.

A forma como era produzido demonstrava o apreço que se tinha pela pessoa que ia receber a mensagem. Quanto mais elaborado e original, maior o carinho e a estima de quem enviava.

Dúvidas ou Sugestões