Câmara derruba veto do prefeito

Por nove votos contra seis, a Câmara Municipal de Brusque derrubou, em sessão nesta terça-feira (6), o veto parcial do prefeito Paulo Eccel ao projeto de lei 39/2010. A proposta disciplina a contratação de controladores de velocidade para fiscalização do trânsito nas ruas da cidade.

Motivo de grande polêmica quando levada à análise e votação no Legislativo em março, o projeto autorizava, por exemplo, que a Prefeitura adquirisse radar móvel. Uma emenda do vereador Roberto Pedro Prudêncio Neto (PSD) alterou a proposta, especificando que a autorização poderia ser dada apenas para a instalação de lombadas eletrônicas.

Durante a discussão do veto, o vereador Felipe Belotto Santos (PT) disse que não “assinaria” a decisão da maioria dos vereadores, que,em sua avaliação,ao rejeitarem o veto, estariam dando “carta branca” aos maus motoristas para trafegarem pelas ruas.

O vereador José Isaias Vechi (PT) disse que os vereadores contrários estavam denegrindo a imagem do poder público e distorcendo a intenção do projeto. Palavras rechaçadas por Marli Leandro (PT),que afirmou será decisão da maioria, já antecipando-a, um ato de revanchismo contra o prefeito. Mesma linha seguida por Valmir Ludvig (PT), que levantou o fato de as autoridades de trânsito, como polícia, bombeiros e IGP terem se posicionado favoráveis à proposta e se elas estariam erradas.

O vereador Roberto Prudêncio Neto insistiu que radares móveis não educam e que esse papel cabe às lombadas eletrônicas. Mesma linha seguida por Jean Pirola (PP) e Alessandro Simas (PR).
Depois de muita discussão, o veto foi derrubado.

Transporte escolar

Outra proposta que gerou grande debate foi a de número 3645/2013,que dispõe sobre a autorização para serviços especiais de transporte na cidade de Brusque. Setor onde estão inseridos, por exemplo, os de transporte escolar.
Oposição e situação apontaram discordâncias no projeto. Entre elas estava,segundo os oposicionistas, o período de dez anos para que os proprietários dos veículos realizem a troca dos mesmos. Para a bancada, isso geraria muito custo e poderia tornar inviável financeiramente. Já a situação argumentava que a medida se fez necessária para poder garantira mais segurança às crianças.

Denúncia

Ainda na sessão desta terça-feira, o vereador Ivan Martins (PSD) apresentou o que seria mais uma denúncia contra o Executivo, mais especificamente ao setor de Educação. Trata-se de uma carta enviada, segundo ele, por uma pessoa que é funcionária da pasta, apontando irregularidades e problemas nas unidades de educação infantil e na composição do Conselho Municipal de Educação (Comed).

Sobre as unidades, algumas delas estariam com número excessivo de crianças dentro das salas, além de haver monitores exercendo a função de professores,o que seria ilegal. Em relação ao Comed, a referida carta afirmava que o cionselho não passa nas unidades para vistoriar, como deveria fazer, além de não haver clareza sobre atos como a eleição dos membros do órgão e até a indicação de nomes para compor o mesmo.

No mesmo discurso,Martins afirmou que a carta seria investigada quanto a sua veracidade e sugeriu a criação de uma comissão para averiguaras supostas denúncias. Foi rebatido pela bancada de situação. Como vereador Valmir Ludvig, que disse que já que o vereador gostava de criar comissões para investigar, que a Câmara criasse uma para investigar atos do governo anterior. Inclusive da construção da sede atual da Câmara,feita na gestão de Martins como presidente do Legislativo.

Dúvidas ou Sugestões

Policial de folga quebra parede a marretadas e salva três de incêndio

A ação rápida de um policial de folga evitou uma tragédia na noite de segunda-feira (1) no bairro Armação em Penha. Um carro pegou fogo ao lado da entrada d euam residência, bloqueando a passagem das pessoas que estavam no interior do imóvel. Foi quando o sargento Carlos Emke, que mora próximo do local, saiu de sua residência para ajudar. Ele correu assim que ouviu o estrondo de uma explosão, pegou uma...
Continuar lendo...

Pai e filho são assassinados em Caçador

Pai e filho foram mortos a tiros no início da noite desta segunda-feira (27) em Caçador, no Oeste catarinense. As vítimas estavam dentro de casa, localizada próximo à escola Graciosa, no bairro Bello, e foram encontradas por volta das 19h. Ninguém foi preso. A família morava no andar de baixo de um imóvel de dois pavimentos. De acordo com a Polícia Militar, o pai, identificado como Eugênio Fernandez, de 47 anos, foi...
Continuar lendo...

Farmácia é assaltada e bandido usa carro da Prefeitura para fuga

Pela segunda nesta semana, uma farmácia localizada na Rua São Pedro, Bairro São Luiz, foi assaltada na tarde desta sexta-feira (18). O criminoso utilizou de um veículo da Prefeitura de Brusque para a fuga. De acordo com o funcionário do estabelecimento, um homem entrou no local, por volta das 15h30min, e armado anunciou o assalto. Da farmácia foi levada a quantia de aproximadamente R$ 400. Ainda conforme informações, ao entrar no...
Continuar lendo...