AmpeBr participa de reunião do Fórum Permanente

A vice-presidente da AmpeBr, Aparecida Leite, e os diretores Irajá Trindade, Francisco Maffezzoli e Francisco Lussoli participaram na noite de terça-feira (11) da reunião do Fórum Estadual Permanente da Micro e Pequena Empresa (Fempe/SC), realizada na Assembleia Legislativa, em Florianópolis. O encontro contou com a presença do ministro-chefe da secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos.

Na oportunidade, o governo estadual encaminhou à Alesc o projeto de lei complementar que institui o estatuto estadual das micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais de Santa Catarina. Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Paulo Bornhausen, o objetivo é oferecer um tratamento diferenciado a esse setor da economia, unificando e simplificando o processo de abertura e fechamento das empresas, com tratamento jurídico diferenciado, preferência nas compras governamentais, acesso a crédito, estímulos à inovação, entre outros benefícios.

“Essa é uma obra de 38 entidades que, ao longo de um ano de trabalho, elaboraram esse projeto. Tivemos também a participação da Assembleia, de cinco secretarias estaduais e de vários órgãos do governo. É um grande avanço, que será traduzido em mais oportunidades de emprego e renda”, afirmou o secretário. O estatuto, segundo Bornhausen, não entra em questões tributárias.

O PLC foi entregue ao presidente interino da Assembleia, deputado Joares Ponticelli (PP). O parlamentar afirmou que se reunirá com os líderes das bancadas partidárias e com os presidentes das comissões que vão apreciar o projeto para dar celeridade à sua tramitação. “É uma oportunidade que temos de fortalecer ainda mais a economia catarinense, em especial as micro e pequenas empresas”, ressaltou.

Guilherme Afif destacou a importância do projeto do estatuto catarinense ter sido construído pelas entidades que representam o setor das micro e pequenas empresas e empreendedores, em conjunto com o governo estadual. “Trata-se de uma proposta consensual e suprapartidária, importante para Santa Catarina e para o Brasil. Significa mais emprego e renda”, disse.

Para o deputado federal Jorginho Melo (PR-SC), membro da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa da Câmara dos Deputados e membro da comissão que analisa o projeto de revisão da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, Santa Catarina, ao dar celeridade à aprovação do estatuto estadual, servirá de exemplo para o Brasil. “Também permitirá que a revisão da Lei Geral seja aprovada no Congresso mais rapidamente”, acredita.

O deputado Darci de Matos (PSD), presidente da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa e do Varejo da Assembleia Legislativa, classificou a entrega do PLC como um momento histórico para a economia catarinense, em especial para o setor, responsável por 60% dos empregos formais gerados no estado. “É um projeto que já foi amplamente discutido pelas micro e pequenas empresas. Esperamos que em um mês ele já esteja aprovado”.

Participaram da reunião representantes da Fecomércio-SC, FCDL-SC, Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedor Individual de Santa Catarina (Fampesc) e outras entidades ligadas ao setor, além dos deputados Dirceu Dresch (PT), Ismael dos Santos (PSD) e Gelson Merisio (PSD).

Assessoria da AmpeBr

Dúvidas ou Sugestões

Artigo que suspende pagamento de salários já existe desde 2001

O artigo 18 da MP 927, que gerou polêmica e levou o governo a revê-lo após repercussão negativa, já estava previsto na legislação trabalhista desde 2001. A afirmação é do advogado Rafael Mais Niebuhr de Oliveira, em entrevista à Rádio Cidade nesta terça-feira (24). O que mudaria com a edição do documento pelo presidente Jair Bolsonaro é que ele dispensava a obrigatoriedade de acordos...
Continuar lendo...

Procurador fala sobre investigações em torno do PAC

O procurador-geral de Brusque, o advogado Mário Wilson da Cruz Mesquita, esteve na manhã desta sexta-feira (20) no Rádio Revista Cidade para falar sobre diversos temas. Entre eles, a investigação em torno das obras de macrodrenagem do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Brusque. A investigação tem como finalidade dar uma resposta às famílias e empresas que foram atingidas por conta das constantes chuvas,...
Continuar lendo...

Empresários e empregados da construção civil iniciam negociação

Foi dada a largada de forma oficial na negociação coletiva da construção civil e mobiliário de Brusque e região. Um encontro na tarde desta quinta-feira, 5, entre representantes do sindicato dos trabalhadores (Sintricomb) e dos empresários do setor (Sinduscon) abriu a etapa de discussão para definir, entre outros  pontos, o reajuste salarial das categorias, a vigorar, se houver acordo, a partir de maio. A reunião teve a...
Continuar lendo...