Ciro... melhores das Américas

Uma grande comitiva do Poder Executivo brusquense embarcou nesta manhã para a Capital Federal. Lá, o prefeito Ciro Roza recebe na noite de hoje o prêmio “Destaques Brasil Américas”, título oferecido, segundo os promotores, aos melhores prefeitos do Continente Americano.
No farto material distribuído à imprensa pela Secretaria de Comunicação da prefeitura de Brusque, o prefeito Ciro Marcial Roza figura entre os 100 melhores administradores públicos DAS AMÉRICAS. Se apenas no Brasil há mais de 5.500 municípios, o que dizer de um Continente onde mais de 750 milhões de pessoas habitam em uma área de 42.189.120 km²?
Afinal, as Américas do Norte, Central e do Sul formam um Continente que se estende, no sentido norte-sul, desde o oceano Ártico até o cabo Horn (ponto mais meridional da América do Sul, na Terra do Fogo - Chile). De um extremo ao outro, são cerca de 15 mil quilômetros em linha reta.
Já a Organizações Brasil Américas, que cede o nome ao prêmio “Destaques Brasil Américas”, é uma empresa de marketing, publicidade e propaganda que há 13 anos promove um evento em Brasília para “enaltecer” políticos, personalidades públicas, artistas... etcétera e tal.
A parceria do Jornal do Brasil e da Gazeta Mercantil no evento, conforme informações distribuídas à imprensa, é estritamente comercial. Serão impressos e distribuídos 360 mil encartes publicitários da premiação, onde matérias especialmente sugeridas pelos prefeitos darão destaque à obras de suas respectivas administrações.
Para a mídia em geral, a informação passada foi de que a concessão do prêmio oferecido pela empresa de marketing, publicidade e propaganda Organizações Brasil Américas se deu após o cruzamento de dados entre mais de mil cidades brasileiras. As informações teriam sido obtidas junto a entidades como o ministério das Cidades e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estáticas (IBGE). Informações públicas, disponíveis nos sites desses órgãos federais.
Do total de municípios pesquisados, 300 teriam um Índice de Qualidade de Vida (IQV) acima da média nacional. Dessas, 100 foram selecionadas pela empresa de marketing para receber o prêmio “Destaques Brasil Américas”. Entre elas está Brusque. Outras 30 cidades da América Central também serão premiadas. Pela matemática da pesquisa, o prefeito de Brusque na verdade estaria entre os 70 melhores das “Américas”.
Conforme critérios alegados pela empresa de marketing Brasil Américas, entre os indicadores responsáveis pela certificação do prefeito de Brusque com o prêmio "Melhores da Administração Pública 2007"  está o crescimento econômico do município, principalmente no que se refere ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).
Neste aspecto, o prêmio deveria ser dado sim, aos empresários e seus colaboradores que fazem a força econômica do município, gerando riquezas e qualidade de vida. E não ao administrador público, que nada mais faz do que aplicar corretamente os recursos advindos dos tributos municipais, estaduais e federais. Ou, que pelo menos assim deveria agir.
Quanto ao critério de arrecadação de ICMS, Brusque ocupava em 2006 o 11º lugar entre os municípios de Santa Catarina. Os dados da Secretaria de Estado da Fazenda referentes ao período de 2003 a 2006 estão disponíveis no endereço eletrônico http://www.sef.sc.gov.br/municipios/municipios_icms.htm. Lá é possível verificar, ano a ano, o desempenho da economia brusquense e de todos os demais municípios catarinenses.
Diz o texto da secretaria de Comunicação da prefeitura de Brusque que “ele (Ciro Roza) será agraciado com a Certificação Internacional Município e Cidadania, na Categoria 100 Melhores Prefeitos das Américas (...) Segundo a Organização Brasil Américas, que realiza o evento em parceria com o Jornal do Brasil e Revista Municípios em Ação, o objetivo da certificação é reconhecer instituições públicas compromissadas com as questões sociais, políticas, econômicas e qualidade de vida”.
O jogo de palavras usado pela Comunicação da prefeitura parece ter convencido alguns veículos mais desatentos. Para esses, o tal “fato” renderia bons textos. Rapidamente alguns trataram de enaltecer o “prêmio” e o respectivo contemplado.
“As palavras têm um poder enorme. Quando bem utilizadas, são capazes de transformar o mundo, ajudar pessoas, insuflar confiança nos inseguros e acalmar os ânimos dos mais intempestivos. A palavra pensada, resultado da maturidade do processo emocional, é elemento vital na harmonia dos relacionamentos humanos”. (Artur Zular)  
Dúvidas ou Sugestões