Teste rápido de HIV deve ser vendido nas farmácias

Para facilitar o diagnóstico do HIV e antecipar o tratamento de pessoas que podem desenvolver a aids, o Ministério da Saúde deve autorizar a venda, em farmácias, de um teste rápido para detectar o vírus, a partir de fevereiro de 2014. Produzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o exame é feito em 20 minutos, com coleta de saliva pela própria pessoa, e deverá custar R$ 8.

A informação foi confirmada pelo diretor do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do ministério, Fábio Mesquita, durante evento hoje (1°), Dia Mundial de Luta contra a Aids, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o governo federal anunciou a antecipação do tratamento para pessoas com o HIV. Antes, somente pacientes com a doença desenvolvida recebiam medicamentos.

De acordo com o diretor, o teste rápido de HIV tem duas vantagens: “Uma delas é a confidencialidade. A pessoa vai à farmácia pega o teste e faz em casa, sem precisar ver um agente de saúde e dividir isso com ninguém. A segunda vantagem é a rapidez, não tem fila, não precisa ir ao posto, não precisa esperar o tempo que leva [para sair] o resultado de um exame normal”, esclareceu Mesquita.

Ao disponibilizar o teste rápido de HIV, vendido na internet por um laboratório americano por cerca de R$ 160, o ministério pretender iniciar o tratamento mais cedo e melhorar a qualidade de vida de pessoas com HIV, além de reduzir em cerca de 96% o risco de contágio, principalmente para parceiros fixos ou durante a gestação, quando o vírus pode passar da mãe para o bebê.

Dados do ministério apontam que cerca de 150 mil pessoas, de um total de 700 mil estimadas com a doença, não sabem que têm o vírus HIV. No Brasil, embora a prevalência de pessoas convivendo com o vírus seja considerada baixa para o conjunto da população (0,4%), a infecção é alta entre meninas entre 14 e 19 anos e meninos gays, de acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Segundo Padilha, grande parte dos casos de detecção de HIV em meninas ocorre durante o pré-natal. “Nessa faixa etária tem muita gravidez na adolescência, em situação vulnerável, por isso, descobrimos mais meninas que homens [com o vírus]”, disse. “Elas engravidam já infectadas”, reforçou. Os jovens são público-alvo da campanha contra a aids lançada neste domingo (1°).

Dúvidas ou Sugestões

Seis acidentes de trânsito em Brusque e um com vítima fatal

Na sexta-feira (23) por volta das 10h17 o Corpo de Bombeiros atendeu chamado de um acidente trânsito na rua Santos Dumont, no bairro Santa Terezinha. Envolveram-se no acidente um Ford/Focus com placas de Brusque conduzido por motorista de 94 anos, e um moto CG com placa de Brusque conduzida por N.B, 22 anos, sendo esta a vítima que foi conduzida ao hospital. Na sexta por volta da 13h22 ocorreu uma queda de moto na rua Luiz Gonzaga Werner, no bairro Santa Terezinha, no local os...
Continuar lendo...

Brusque recebe lote com 1.170 vacinas da Pfizer

Brusque irá receber na próxima semana o segundo lote de vacinas Pfizer. Segundo dados do governo do Estado a cidade será contemplada com 1.170 doses do imunizante. Além de Brusque, outras 14 cidades receberão doses do imunizante A prefeitura de Brusque já tinha antecipado a informação através do agendamento na ultima sexta-feira (4), quando tinha aberto o agendamento para vacinação da população geral a...
Continuar lendo...

Guarani Futsal / FME Brusque disputa a final da sétima Copa Fube

No próximo domingo (15), os atletas da categoria Sub-11 do Clube Esportivo Guarani/FME disputam a grande final da Copa Fube. O time garantiu presença na decisão após superar a equipe ABUT/Monte Alegre, de Camboriú, por 8 a 2. O grande destaque foi o atleta Nathan Stange, que desequilibrou a partida e marcou quatro gols. Agora, o time brusquense encara o Avaí, que na outra semifinal venceu a Apama, de Blumenau, por 2 a 1. No duelo diante do...
Continuar lendo...