Detalhes minuciosos e que encantam

Com lápis e papel nas mãos é possível dar início à arte um tanto quanto desconhecida aos moradores de Brusque, mas que vem sendo exposta nas ruas do município. Os desenhos realistas, feitos à mão, demonstram os mínimos detalhes de uma fotografia ou traços de uma pessoa. Eles são vistos e desenhados pela perspicácia de Sérgio Edvaldo Alves (38) há cerca de três anos.

Alves deu início aos desenhos por acaso, quando ainda estava cursando a faculdade de Letras na Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), em Presidente Prudente (SP). “Eu comecei na faculdade. Quando estava em uma aula de inglês, continue, a pedido do pessoal, e agreguei a parte do design que eu sempre tive, fazendo criação publicitária em agências”, conta ele.

Por estar com dificuldades na disciplina de inglês, Sérgio começou a desenhar como forma de terapia e passatempo. No meio da aula, bastou olhar para uma fotografia e lembrar que na adolescência, até os 14 anos, desenhava, fazendo com que ele desse o pontapé para o que seria hoje, o seu sustento.

Morando há dez meses em Brusque, ele chegou à cidade com o intuito de trabalhar como design gráfico em uma empresa, onde ficou por alguns meses. De repente, foi demitido. “Fui contratado ainda em São Paulo. Por questões financeiras, não deu certo de eles continuarem o projeto comigo, então fui demitido e comecei a vender o meu trabalho”, relembra.

O artista acredita que se continuar nesse caminho, com dedicação e respaldo de pessoas que reconhecem o trabalho, isso pode se tornar uma profissão fixa para ele. “Quem sabe, aqui no Sul, essa seja a minha atividade principal profissional, porque eu vi que aqui as pessoas valorizam mais esse tipo de trabalho, na parte artística”.

As telas de desenhos são vendidas, normalmente, em locais públicos, no Centro da cidade. “Ainda tenho vendido pouco, tanto para Brusque e região. E por mais que a maioria não possa consumir a arte, muitos dizem que eu deveria aumentar o valor, devido à qualidade e isso é gratificante”.

Assim que Sérgio Edvaldo tiver um número significante de material, ele irá fazer uma exposição no hall do Cine Gracher. Além deste apoio, o profissional tem a liberdade de mostrar sua arte em locais como uma choperia, no Centro, e também no acesso à Havan.

Dúvidas ou Sugestões

Risco para travessia de crianças

Rosa Dias Comper, moradora da Travessa Lagoa Dourada, região do Souza Cruz, enviou à Rádio Cidade fotos de uma ponte que serve de passarela para acesso ao loteamento Hoffman. Segundo ela e conforme atestam as imagens, o trajeto tem sido de grande perigo por conta do mau cuidado que a estrutura apresenta. De acordo com a moradora, o espaço está abandonado pela manutenção da Prefeitura. Faltam tábuas e os riscos são maiores para as...
Continuar lendo...

Natal Feliz Havan 2018 faz a alegria de crianças e idosos

Desde 2008, os colaboradores da Havan se reúnem para auxiliar moradores carentes de Brusque. Em 2018, o Natal Feliz beneficiou a comunidade do bairro Limeira Baixa, localidade de Nossa Senhora Aparecida. Cerca de duas mil crianças receberam presentes, kit guloseimas, suco, pipoca e cachorro quente. Para os 200 idosos foram entregues panetones, produtos de higiene pessoal, alimentos, roupas e presentes. Os voluntários visitaram o Lar Menino Deus, o Asilo Lions, o Orfanato...
Continuar lendo...

Cancha do Neni conquista Municipal de Bocha Vale Tudo Feminino

Foi dada a largada nesta terça-feira (12) mais uma edição do Campeonato Municipal de Bocha Vale Tudo Feminino de Brusque com a realização inédita do Torneio Início. O título foi conquistado pela Cancha do Neni, que venceu em casa a Sociedade São Paulo. Os primeiros jogos do municipal serão realizados na terça-feira da próxima semana, quando será realizada a primeira rodada, com os duelos entre...
Continuar lendo...