Dívida do Azambuja é de quase R$ 15 milhões

A dívida acumulada pelo Hospital de Azambuja nos últimos anos gira próximo dos R$ 15 milhões. É o que aponta relatório preliminar e divulgado de forma parcial pela secretaria municipal da Saúde de Brusque ao Conselho Municipal de Saúde (Comusa), que se reuniu, extraordinariamente, na noite desta segunda-feira (5) para tratar do assunto.

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Cida Belli, o relatório é fruto de dois meses de levantamento de informações sobre as dívidas acumuladas pelo hospital antes de receber a intervenção por parte da Prefeitura. Documento que possui 150 páginas, mas cujo teor não será revelado publicamente, exceto ao Comusa, assegurou Cida. “Como não é um documento público, não vamos abrir ele a qualquer pessoa, ou à imprensa. Mas estará à disposição do Comusa a qualquer momento”, frisou durante a reunião.

O déficit, seguindo a secretária, se deve a valores ligados a questões trabalhistas, como pagamentos de FGTS, INSS, imposto de renda e alguma coisa com fornecedores. “Precisamos, agora, buscar o equilíbrio do hospital e, a partir dele, a gestão poderá buscar a renegociação das dívidas”, frisou Cida.

Ainda de acordo com os dados apresentados, o hospital possui bens avaliados na casa dos R$ 6 milhões.

O presidente do Comusa, Marcou Maestri, disse que o relatório põe fim a uma série de especulações que surgiram ao longo dos anos sobre a gestão do hospital. Segundo ele, o que fica evidenciado é que a dívida acumulada se deve unicamente por erros na gestão de alguns serviços e na falta de fontes de recursos para sanar outros.

“Sabemos que o hospital tem obrigação de prestar 60% de serviços via SUS. E por diversas vezes foi dito ao Comusa pelo seu HIlario Borchardt, que era diretor, de que o hospital estava fazendo 92% de atendimento no ambulatorial de emergência e urgência e nas internações em torno de 110%. A arrecadação, que era feita através de convênios particulares era absorvida com esses serviços prestados”, destacou.

Ainda de acordo com a secretaria de Saúde, o relatório será apresentado, agira, ao bispo dom Wilson Tadeu Jönk. O trabalho de auditoria prossegue até dezembro, quando expira, também, o decreto de calamidade nas saúde que permitiu à Prefeitura assumir o controle do hospital.

Dúvidas ou Sugestões

Novos membros tomam posse

As ações realizadas em prol dos direitos dos compradores brusquenses passaam a contar, desde a última quinta-feira (17), com o auxílio do Conselho Municipal de Defesa do Consumidor. Os novos membros que compõem o órgão foram empossados em solenidade realizada no salão nobre da Prefeitura de Brusque. A função do Condecon será fiscalizar, acompanhar e sugerir mudanças em processos a fim de garantir e ampliar os direitos dos consumidores. O prefeito Paulo Eccel agradeceu o grupo pela...
Continuar lendo...

São Pedro recebe troféu de tricampeão dos Jogos Comunitários

Na noite desta terça-feira (2), os campeões de cada modalidade da 23ª edição dos Jogos Comunitários de Brusque foram premiados. E além das modalidades, o título geral e a posse definitiva do troféu transitório foi entregue ao bairro São Pedro, tricampeão consecutivo, com 178 pontos. Em sua fala, o superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Silvio Bertolini avaliou a...
Continuar lendo...

Ciclista é assaltado em plena tarde na Bepe Rosa

Na tarde de terça-feira (11) por volta das 15h05 o Centro de Operações da Policia Militar de Brusque (Copom) foi informado sobre um roubo na Av. Bepe Rosa. Segundo relato da vítima, estava conduzindo sua bicicleta pela avenida quando dois homens lhe seguraram pela alça da mochila e o derrubaram momento que um dos assaltantes ameaçou estar com uma faca por baixo do moletom.  Enquanto o outro agente subtraía a mochila preta, contendo uma...
Continuar lendo...