Adriano: homicídio culposo

O jovem Adriano de Souza (19), que na noite de quinta-feira passada (1º) atropelou e matou com uma Biz o metalúrgico Mário Razinni (49) na rua Botuverá, no Dom Joaquim, foi autuado em flagrante na Delegacia de Polícia e responderá por homicídio culposo (matar sem intenção). A informação foi confirmada pelo delegado Alonso Torres na manhã deste sábado (3), em conversa com o repórter Júlio Mocellin.

Diversas pessoas já prestaram depoimento na DP. Entre elas, uma testemunha que presenciou o momento em que Adriano deixou a festa promovida pela empresa onde trabalha. Segundo essa pessoa, o rapaz saiu do local alcoolizado. Durante o trajeto até o local do atropelamento, a testemunha afirmou ter visto Adriano praticando diversas manobras imprudentes.

Ainda segundo testemunhas, Adriano foi negligente e irresponsável, promovendo ultrapassagens perigosas ao longo da rodovia Pedro Merizio (Botuverá/Brusque) e dirigindo em velocidade incompatível com o veículo que pilotava e por onde transitou.

Submetido ao teste de alcoolemia por policiais militares ainda no local da ocorrência, Adriano de Souza apresentou 0,93 miligramas de álcool por litro de sangue.

Dúvidas ou Sugestões