Arbitragem influencia em empate

Em uma partida com gramado pesado e muita polêmica com a arbitragem, o Brusque Futebol Clube empatou com o Marcílio Dias em 2 a 2, no Estádio Augusto Bauer. O jogo, que aconteceu na tarde deste domingo (16) teve Eydison e Saraiva marcando os gols para o Bruscão, que chega aos 13 pontos na classificação.

A equipe comandada por Rogério Perrô dominou toda a partida, se garantindo na defesa, e com muito perigo no ataque. O primeiro gol saiu com Eydison, em boa jogada pela direita. O atacante se livrou da marcação e chutou forte, sem defesa para Sílvio, abrindo o placar para o Bruscão.

Logo depois, em lance duvidoso, o árbitro Leandro Messina Perrone deu escanteio para o Marcílio Dias. Após confusão na área, a bola sobrou para Patrick, que chutou de perna esquerda. A bola desviou na zaga do Brusque e encobriu Rodolpho, empatando o placar no Estádio Augusto Bauer. A equipe saiu de campo reclamando um gol mal anulado pelo árbitro, antes do empate marcilista.

Na segunda etapa, o Brusque voltou com ótimas chances, porém, pecando na hora de concluir em gol. O desempate veio aos 15 minutos, quando Saraiva aproveitou o chute defendido pelo goleiro Silvio para colocar o Brusque novamente em vantagem. Minutos após o gol, o lateral saiu, sentindo problemas na coxa esquerda.

Porém, logo depois da saída do lateral, para a entrada de João Paulo, veio o lance que determinou o resultado. O árbitro marcou pênalti de João Paulo em cima de um atleta marcilista, em lance duvidoso. Rodrigo Jesus foi para a cobrança e definiu o placar.

Após o jogo, o treinador Rogério Perrô foi enfático ao analisar a partida: “Ficou bem claro que nove equipes brigam por uma vaga na primeira divisão, pelo que vimos hoje”. Na arquibancada, uma confusão se formou quando torcedores notaram a presença do filho do presidente da Federação Catarinense de Futebol junto de membros da comissão técnica do Marcílio Dias.

O Brusque volta a campo nesta quarta-feira (19), contra o Canoinhas, pela 6ª rodada do Campeonato Catarinense da Divisão Especial. A equipe divide a liderança com o Porto, com 13 pontos ganhos.

Ficha Técnica

Brusque: Rodolpho, Saraiva (João Paulo), Alexandre Carvalho, Neguete e Santos; Fabinho, Eurico, Luiz André e Serginho; Thiago Ferreira (Cidinho) e Eydison (Roberto Jacaré). Técnico: Rogério Perrô

Marcílio Dias: Silvio, Felipe Correia, Edimar, Basso e André Luiz; Xipote, Toni (Maiquinho), Patrick e Pedrinho (Juliano); João Paulo (Rodrigo Jesus) e Sidnei. Técnico: Paulo Turra.

Arbitragem: Leandro Messina Perrone, auxiliado por Eli Alves e Gianlucca Perrone Vasconcellos.

Cartões Amarelos: Santos e Eydison (Brusque); Basso, André Luiz e Patrick (Marcílio Dias).

Gols: Eydison e Saraiva (Brusque); Patrick e Rodrigo Jesus (Marcílio Dias).

Dúvidas ou Sugestões