Deprecated: strlen(): Passing null to parameter #1 ($string) of type string is deprecated in /home/radiocidade/public_html/home_1/framework/class/Noticia.class.php on line 79
Será que meu filho possui TDAH?

Será que meu filho possui TDAH?

Seu filho é desorganizado, desatento e possui memória ruim? Então preste atenção nesses sintomas. Isso não significa que ele seja irresponsável ou indisciplinado. Ele pode ser portador do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Mas,a final, o que é isso?

De acordo com a neuro psicopedagoga e educadora especial Jaqueline de Oliveira Marchewski, o TDAH é um transtorno neurobiológico e de causas genéticas, que aparece na infância e acompanha o ser humano por toda a vida.

“Ele está relacionado a uma disfunção na região pré-frontal do cérebro que é responsável por controlar os impulsos, inibir os comportamentos inadequados e, também, pela capacidade de planejamento”, explica Jaqueline.

A estatística aponta que o diagnóstico acomete de 3% a 5% das crianças, sendo que o índice maior é em meninos. Jaqueline afirma que o TDAH é considerado um dos transtornos neurobiológicos mais comuns. As crianças diagnosticadas são, geralmente, desatentas, hiperativas e impulsivas, causando um mal funcionando social, acadêmico e familiar.

“Eles sentem dificuldade de manter o foco de atenção nas atividades, muitas vezes não conseguindo terminá-las. Assim como dificuldade com regras e limites. Nos adultos, isso ocorre no trabalho e atividades do cotidiano. São pessoas bem esquecidas”, acrescenta.

De acordo com o dicionário de saúde mental, o transtorno se subdivide em três tipos: 1 - com predomínio de sintomas de desatenção; 2 - com predomínio de sintomas de hiperatividade; 3 - combinado, apresentando as duas características. O mais comum entre esses é o da desatenção.

Segundo a neuro psicopedagoga, o diagnóstico não pode ser medido através de exames laboratoriais, e, sim, por meio de anamnese (entrevista para avaliar o paciente). “Esses dados são coletados com os pais da história de vida das crianças, desde quando o bebê nasceu. E a observação da criança na leitura, escrita, raciocínio, memória, atenção, e outras funções por meio de testes específicos. Para ser diagnosticado é necessário que o indivíduo apresente seis dos sintomas de desatenção ou seis dos sintomas de hiperatividade. Esses sintomas, eles devem se manifestar em dois ambientes diferentes e por um período superior a seis meses”, afirma.

O filho de Eunice Bohn Horner possui apenas sete anos e foi diagnosticado portador de TDAH há pouco mais de dois deles. Ela conta que desde que ele era bebê tinha muita dificuldade em dormir. “Eu sempre comentava com o pediatra que achava que ele era hiperativo, porque dormia duas ou três horas à noite e, mesmo assim, parecia que tinha dormido a noite inteira”, relata a mãe.

As coisas se tornaram mais perceptíveis quando o menino começou a frequentar o jardim de infância. Época em que Eunice recebia muita reclamação de indisciplina. Quando ele entrou no primeiro ano para ser alfabetizado, as dificuldades se tornaram mais nítidas.

“A professora me chamou e disse que ele tinha vontade, mas apresentava dificuldade. Aí levei no oftalmologista para identificar se tinha problema de visão. Estava tudo perfeito. Levei em uma psicopedagoga e ele foi diagnosticado, e está sendo tratado”.

Com a notícia do diagnóstico, Eunice ficou um pouco assustada, não aceitava ou entendia até que procurou conhecer um pouco mais sobre a doença. “Depois eu fui me informado, foi me esclarecendo, vi que não era um bicho de sete cabeças. Às vezes doi, porque você vê a criança sofrendo com isso, porque ele se sente diferente dos outros. E ele é gemelar e vê que a irmã está indo bem na escola e ele mal. Chegava em casa chorando, porque todo mundo tinha tirado dez e ele não. Ele se via diferente. Antes de começar o tratamento, de manhã quando chamava ele pra ir para escola, se escondia debaixo da cama, dentro do guarda roupa, chorava que não queria ir”, relembra.

De acordo com a psicopedagoga, o tratamento pode ser feito através de medicação e, principalmente, de atendimento especializado, de forma multidisciplinar, com médicos, neuropediatras, psicólogos, psicopedagogos e fonoaudiólogos. O menino está sendo tratado há dois anos e não precisa de medicação. Faz acompanhamento semanal e já apresenta melhoras significativas. Ele possui TDAH com predomínio voltado para hiperatividade e não para quieto. A mãe conta que se ele está assistindo televisão, vira cambalhota ao mesmo tempo. E isso é algo que a família tem que se acostumar.

Eunice aconselha as mães a não se desesperarem, pois isso não é um problema sem solução. “Tem que abrir mão de muita coisa e se dedicar a eles, porque precisam de mais atenção. Tem época que da uma baixa de autoestima. Um dia ele não conseguia dormir e perguntei o que estava acontecendo. Ele me disse que estava nervoso, porque nunca iria poder ler, escrever, sair ou trabalhar. Com a cabecinha fervendo pensando nisso. Para lidar com uma criança assim, você sempre tem que elevar os acertos e nunca desvalorizar se ele errou, sempre motivando a tentar de novo”, finaliza Eunice.

Agora que você já sabe tudo sobre TDAH, não deixe de entender também os problemas relacionados ao desenvolvimento da linguagem. Com que idade uma criança desenvolve a fala? Meu filho ainda não fala, quando devo me preocupar? Amanhã sobre confere matéria completa.

OUÇA A MATÉRIA EM ÁUDIO

Diagnósticos infantis - TDAH editado by Rádio Cidade AM
Dúvidas ou Sugestões

Detidos por tentativa de furto são encaminhados à UPA

Dois homens foram detidos pela Polícia Militar de Brusque, na tarde desta quinta-feira (7), por tentarem furtar o estepe de um carro, na Rua Sete de Setembro, no Bairro Santa Rita. Mesmo tentando disfarçar, Cesar Diego Santos Camargo (20) e Paulo Geovânio Nascimento Silva (27) foram levados à delegacia e, em seguida, encaminhados à Unidade Prisional Avançada (UPA). Segundo o que foi informado pela PM, a vítima estava em uma agência...
Continuar lendo...

Abertas inscrições para o Desfile da Fenarreco

Faltam menos de dois meses para a 33ª Festa Nacional do Marreco e os preparativos já começaram. Por isso inicia nesta sexta-feira (10) o período de inscrições para participar do desfile oficial da Fenarreco, que será realizado no dia 4 de outubro, às 18h30. As inscrições devem ser feitas por meio do e-mail desfilefenarreco@brusque.sc.gov.br. Cada grupo deverá ter no máximo 50 componentes e todos devem estar com...
Continuar lendo...

Iluminação de pontos turísticos marca abertura da campanha Outubro Rosa

A ponte estaiada, Irineu Bornhausen, e o Parque das Esculturas já colorem de rosa o cotidiano do brusquense. Os principais cartões postais da cidade começaram o primeiro dia do mês de outubro alertando sobre a prevenção ao câncer de mama. A iluminação com a cor que representa o combate ao câncer de mama também chega esta noite na praça Sesquicentenário, em frente a Prefeitura. A campanha “Outubro...
Continuar lendo...