Grupo Escoteiro de Brusque existe há 52 anos

Ajudar na formação e progresso pessoal, físico, moral, intelectual e espiritual. Essas são as bases do escotismo, que nasceu no ano de 1907 em Londres, na Inglaterra, criado por Baden Powell. No Brasil, o movimento chegou ao ano de 1910 e, em Santa Catarina, o escotismo está comemorando 100 anos em 2013. No mundo, são mais de 30 milhões de escoteiros e no estado, aproximadamente, sete mil. Em Brusque, o grupo possui 52 anos e a sede fica localizada na Rua Doutor Penido, mais precisamente na subida do Morro da Caixa da Água, no Centro.

Inês Denez, chefe da tropa sênior do grupo do escoteiro de Brusque, explica que são, atualmente, 120 membros inscritos, entre jovens e adultos. Eles são divididos por idade: de 7 a 10 anos, que são os lobinhos, de 11 a 14 anos, os escoteiros, de 15 a 18 anos, que são o sênior, e de 18 a 21, os pioneiros. Os adultos são todos os voluntários.

O objetivo do escotismo no mundo é ajudar o jovem na formação feita através de jogos que visam cooperar na educação. “Posso falar como experiência de mãe que entrei no movimento de escoteiro em 1994. Sinto em casa meus filhos tudo o que aprendem no escoteiro eles levam para a vida deles. Como adulto, eles têm que aprender ir viver em grupo, se eles tiverem o dom de liderar. Eles terão que liderar ou se não, aprendem a serem liderados. Eles precisam disso para a vida deles”.

Ela destaca que o escotismo ajuda o jovem a tomar decisões, sejam elas certas ou até mesmo erradas. Mas chega uma hora da vida em que eles têm que tomar uma decisão e o escotismo ajuda muito.
Algo no que se aprende é saber dizer o não e o porquê do não. Segundo Inês, às vezes os falam várias coisas proibindo os filhos, mas não justificam. Quando se acampa, por exemplo, e se pede para os jovens não comerem frutas de um local, é explicado o porque de isto não estar autorizado. É dito que o dono da propriedade não autorizou tirar a fruta e tem que respeitar a decisão. Todos podem participar do grupo.

Inês diz que tem muito orgulho ser escoteira e ajudou muito na sua vida pessoal. Todos que desejam participar podem se dirigir à sede, que funciona apenas aos sábados das 14 às 17h. Inicialmente, podem participar durante três semanas sem compromisso para ver se a criança se adapta. Logo após, é feita a inscrição, onde é feita a promessa.

O grupo de Brusque participa de atividades estaduais, nacionais e mundiais. Para participar do clube, existe o custo de R$ 25, que é revertido para cursos de formação de lideranças e também para a manutenção da sede, que é considerada a terceira mais bonita de Santa Catarina. As informações podem ser obtidas através do telefone do presidente, Rodrigo Freitas, no telefone 91313734.

Dúvidas ou Sugestões

Falta de indenização gera incertezas aos moradores

O que era para ajudar acabou trazendo muita dor de cabeça para os moradores da Rua Luiz Boos, no Bairro Santa Terezinha. O local já foi totalmente diferente do que está hoje. As calçadas, que eram feitas com paver, foram destruídas durante a execução das obras do PAC Macrodrenagem. Cansados de esperar e sem obter retorno da Secretaria de Obras, os moradores estão consertando tudo com recursos próprios. Porém, esse é...
Continuar lendo...

Tremor sentido na região foi de 3,6 graus na escala Richter

Moradores de toda a região sentiram por volta de 9h30 desta sexta-feira (13) um tremor que durou poucos instantes, mas assustou a população de Brusque, São João Batista, Grande Florianópolis. De acordo com o Centro de Sismologia da USP, o tremor aconteceu no mar, próximo da capital, e teve 3,6 graus na escala Richter. Em contato com a Rádio Cidade, Franco Knoblauch, morador do bairro Dom Joaquim, relatou que estava em um posto de...
Continuar lendo...

Vereadores voltam do recesso em Guabiruba

Nesta terça-feira (1), as sessões da Câmara de Vereadores de Guabiruba retornaram após o recesso legislativo de 15 dias. E diversos temas foram levantados pelos vereadores ao longo do encontro. Os principais foram as primeiras conversas pelo novo contrato da coleta de lixo, o cadastro biométrico e também a questão das licitações. O presidente do legislativo, Cristiano Kormann avaliou o primeiro encontro entre as autoridades de...
Continuar lendo...