Criança morre atropelada na Travessa Dom Joaquim

A pequena Aline Oliari, uma criança de oito anos de idade, foi atropelada e morta no início da noite desta sexta-feira (11) na Travessa Dom Joaquim. Ela, que é filha do proprietário do Mini-Mercado Oliari, atravessava a rua para chegar em casa depois de brincar com uma amiguinha quando foi colhida por Edson Gulini (21), empresário do ramo de estamparia que dirigia a caminhonete S-10 de placas AJY-1772. A menina foi levada às pressas pelos socorristas do Corpo de Bombeiros ao Hospital de Azambuja, mas não resistiu aos ferimentos.

A freada do carro deixou uma marca no asfalto com mais de 20 metros de extensão. No ano passado, o irmãozinho gêmeo dela já havia sido atropelado no mesmo local, para desespero dos pais Pedro André e Bernadete Pavesi Oliari, que moram no andar de cima do mercadinho.

"A menina atravessou sem olhar para os lados. Só isso. Não tenho mais nada pra dizer. Freiei, mas ela tava muito encima e acabou atropelando". Esse foi o início da conversa de Edson com o repórter Júlio Mocellim, ainda no local do atropelamento.

Questionado sobre a velocidade que o carro empreendia no momento do acidente, Edson disse: "Ah, a uns sessenta por hora. Porque aqui é um lugar normal, né?".

Edson, que fez o teste de alcoolemia com os policais militares, não estava embriagado. Ele, que é vizinho e cliente do Mercado Oliari, conhece bem a família de Aline.

Dúvidas ou Sugestões