Motorista atropela, mata e foge

O motorista Neri Santos Ludvech (55), que conduzia um ônibus da empresa Twist-Tur com placas LYC-0638 (Brusque), foi um dos protagonistas da cena mais dramática e violenta deste final de semana em Brusque. Por volta de sete da noite, Neri se preparava para cruzar a rodovia Ivo Silveira para acessar a rua Bertoldo Todt, no bairro bateas, quando atropelou e matou Emerson Habitzreuter (35), que pilotava a Yamaha YBR de placa MBI-5604, de Tijucas.

Testemunhas no local disseram aos policiais militares que Emerson fez a mesma manobra. Ou seja, ambos trafegavam do Centro para o Bateas e pretendiam entrar na rua Bertoldo Todt.

O ônibus foi contratado para buscar fiéis de uma igreja evangélica nos bairros Bateas e Steffen, para o culto de domingo. Após o atropelamento, o motorista seguiu sem parar. Dois homens que estavam em um bar na esquina da rua presenciaram a cena e seguiram o ônibus. Neri não recolheu um grupo de fiéis no Bateas e seguiu para o Steffen.

Chegando ao Steffen, Neri parou o ônibus e foi olhar o que havia acontecido na lataria. Nesse momento os dois homens que o seguiam, e que mantinham contato telefônico direto com o Copom, abordaram o motorista.

Ele teria dito que iria se apresentar à polícia, mas continuou o roteiro em busca dos fiéis. Ao passar em frente ao quartel da PM o ônibus foi parado e o Neri Santos detido. Os fiéis, que nada sabiam, permaneceram no interior do veículo.

Emerson, que era solteiro, trabalhava com o pai numa gráfica da família na rua Barão do Rio Branco, no Centro da cidade. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Geral de Perícias (IGP) para análise do médico legista.

Dúvidas ou Sugestões