Hoje é noite de festa Rave em Porto Belo

Atenção senhores pais! Hoje (22), em Porto Belo, acontece mais uma festa rave no bairro Vila Nova, em Porto Belo. Apesar de proibida em toda Santa Catarina, os organizadores realizam a festa com o conhecimento das autoridades policiais, que estão encarregadas da emissão de um alvará especial para eventos ao ar livre. A prefeitura local fez a sua parte. Como sempre, enviou uma máquina para patrolar a rua Pedro Guerreiro, além de preparar uma área particular para o estacionamento de veículos. Proibidas em Santa Catarina desde 2003, as festas rave têm a fama de concentrar não só pessoas que buscam uma diversão salutar ao som de muita música eletrônica, o que seria ideal para os mais jovens, mas também um intenso tráfico de drogas sintéticas. É comum em eventos dessa natureza, cuja duração nunca é inferior a 12 horas, a ocorrência de casos de overdoses e comas alcoólicos. Em Porto Belo as festas rave acontecem mensalmente, sempre com a estranha autorização da Polícia Civil e do Poder Público Municipal. Com isso, a rua Pedro Guerreiro, que é de terra, é uma das mais bem conservadas da cidade. Não há buracos e a iluminação pública funciona até as imediações do local da festa. O problema para os moradores é a movimentação incessante de veículos e pessoas durante toda a noite, madrugada e o amanhecer de domingo. A bagunça é generalizada. Buzinassos, badernas, motores roncando, gritarias e evidentes casos de excesso de drogas não dão sossego às famílias. Muitos festeiros consomem suas drogas na própria rua ou em casas de veraneio vazias. Tudo sem o menor constrangimento. Não há policiamento. Enquanto que uma lata de cerveja custa três reais, uma garrafa de água, cinco. Um dos motivos para essa grande diferença pode estar no fato dos consumidores de drogas como o ecxtasy necessitarem de uma hidratação constante. Assim, o comércio do líquido daria um grande retorno aos promotores.
Dúvidas ou Sugestões