Não deve ter solução

A situação das covas situadas na área ampliada do cemitério municipal Parque da Saudade está de mal a pior. Na manhã de sábado (22) o jornalismo da Rádio Cidade foi informado por uma cidadã que em algumas tumbas estava ocorrendo o vazamento de um líquido aparentemente composto por decomposição de corpos. A situação é crítica e merece uma atenção especial e definitiva por parte da administração municipal. O “córrego” é constante e crescente. Pelas imagens captadas, a impressão que se tem é que uma série de pequenas valas foi propositalmente marcada no local, provavelmente pela administração do cemitério, para facilitar o escoamento das “águas”. O administrador do local disse não poder "ir contra a natureza". Um caso de saúde pública. As fotos são propositalmente chocantes. Pedimos excusas aos leitores, mas talvez assim os responsáveis (?) tomem uma providência.

Notice: Undefined variable: return in /home/radiocidade/public_html/home_1/framework/class/Ini.class.php on line 61
Dúvidas ou Sugestões