Air bag pode ter salvo motorista

Um mal súbito pode ter sido a causa da violenta colisão ocorrida pouco antes das sete horas da noite desta quarta-feira (19) na rodovia Antônio Heil, no sentido Itajaí-Brusque, próximo à cabeceira de uma ponte pouco antes da revendedora Uvel. O motorista Valter Roberto Moratto da Silva (51) dirigia o Peugeot placas MIC-9190, quando bateu sem frear na traseira de um caminhão tanque da empresa Rieg Cimentos. Quando os Bombeiros e a Polícia Militar chegaram ao local, o Peugeot estava às margens do riacho.

Foram necessárias três intervenções imediatas e simultâneas para socorrer o motorista. Enquanto uma equipe de socorristas buscava dar suporte à vítima, um princípio de incêndio mobilizou outra guarnição. Vidros do carro foram quebrados para a entrada de ar e a porta do motorista teve que ser cortada pelo desencarcerador.

Bombeiros e policiais precisaram amarrar o veículo para evitar que o mesmo escorregasse para o riacho. Após os procedimentos de imobilização e primeiros socorros, os Bombeiros conduziram Valter ao hospital de Azambuja com fratura em uma das pernas e suspeita de traumatismo craniano-encefálico.

Ficou evidenciado que o imediato acionamento do air bag evitou ferimentos de maior gravidade em Valter.

Dúvidas ou Sugestões