Assalto a ZM: polícia retrata quadrilha

O comissário Cassius Klay, da Polícia Civil de Florianópolis, trabalhou durante toda esta quarta-feira (19) na produção do retrato-falado de seis dos oito integrantes da quadrilha que assaltou a empresa ZM, em Brusque, na manhã do último dia 14. A partir de informações passadas pelas vítimas foi possível reunir dados para a confecção de seis retratos dos oito bandidos que entraram na empresa.
O delegado Alonso Torres, que comanda as investigações, diz que o trabalho do perito é mais uma ferramenta importante na busca da identificação dos assaltantes. Além de paciência, o policial diz que vai precisar reunir o máximo de informações antes de sair a campo. Com a ajuda de imagens gravadas pelo circuito interno de TV da empresa, a polícia trabalha com a hipótese de que a quadrilha é formada por pelo menos doze integrantes.
O planejamento da ação foi demonstrado pelo grupo quando invadiu e dominou cerca de 40 pessoas no interior da ZM. Os veículos utilizados e os caminhos escolhidos mostram que o grupo estudou todas as possibilidades de ataque e fuga. A Polícia Federal também vai contribuir nas investigações buscando identificar alguma impressão digital que possa ter sido deixada pelos bandidos nos dois carros encontrados em Brusque.  
Dúvidas ou Sugestões