Câmara homenageia 150 anos dos luteranos

passagem dos 150 anos da comunidade Luterana em Brusque foi lembrada na sessão da Câmara Municipal nesta terça-feira (16). Homenagem feita pelo presidente da Casa, Guilherme Marchewski (PMDB), em discurso na tribuna. Ato finalizado com a entrega de um diploma alusivo à comemoração e entregue a representantes dos luteranos que estavam presentes na reunião.

No discurso, Marchewski destacou que igreja e cidade se confundem na história, relacionando a trajetória de formação do município e a instalação, quase que o mesmo tempo, da primeira estrutura física de uma igreja luterana, em 1863. “Primeiramente no Bairro Batêas. Ao longo de meio século, ela cresceu significativamente. Foram surgindo outras comunidades, cinco ao todo nos últimos sessenta anos”, destacou ele.

O presidente da Câmara prosseguiu, afirmando que depois de se instalar em Brusque, a igreja se espalhou por municípios vizinhos, como Guabiruba e, mais recentemente, São João Batista. Destacou a chegada de serviços de saúde com a advinda da igreja, como o Hospital e Maternidade Cônsul Carlos Renaux, ou Evangélico. Na educação, a igreja de educação infantil e o Colégio Cônsul Carlos Renaux também foram citados.

Não faltou espaço no discurso para a presença de luteranos na história da própria Câmara. “Talvez metade dos presidentes ali passaram pela Igreja Luterana”, disse ele ao se referir à galeria com imagens de vereadores que dirigiram o Legislativo através dos anos.

Instantes ecumênicos, com a participação das igrejas Luterana e Católica no desenvolvimento da cidade encerraram o instante. Sem deixar passar em branco a boa relação entre diferentes credos religiosos, com ênfase ao contato entre luteranos e católicos. “E assim todas as outras que temos por aí. As igrejas estão, sim, juntas, em nome do povo, assim como o poder público também deve estar”, concluiu Marchevesky.

O ato de entrega do certificado com homenagem da Câmara aos 150 anos teve como participantes, além de Marchewsky, o também vereador Roberto Pedro Prudêncio Neto (PSD), os pastores Claudio Schaefer e Edelcio Tetzner, além do presidente da comunidade luterana de Brusque, Sérgio Kuchembecker.

Dúvidas ou Sugestões