Táxi capota em suposto assalto

O motorista Josué Fernandes (28) diz ter sido rendido por dois homens na madrugada deste sábado(15), em Brusque, em um suposto assalto. Ao prestar serviços, o taxista teria ficado na mira de um revólver, capotando o Santana (MBS 9043) no momento que era forçado a trafegar pela rodovia Gentil Batisti Archer em direção a São João Batista.

O motorista e os acusados Jean da Cunha (20), que já tem passagem por assalto, e Marcos Roberto Serpa (22) não sofreram ferimentos. Enquanto Josué pedia a ajuda da Polícia Militar, a dupla teria deixado o local caminhando pela mesma rodovia. Momentos depois eles voltaram e foram rendidos pelos PMs.

O carro, um Santana, pertence ao empresário Silmar Baugartner (41) e não tem seguro. A arma, supostamente usada para render o motorista, não foi encontrada pela polícia. Jean e Marcos embarcaram no táxi em frente a uma casa noturna da avenida Barão do Rio Branco, com destino ao bairro Águas Claras, onde moram, e pediram para parar em uma residência. O motorista conta que ao voltar da casa, um deles pediu para ir até a Boate Monalisa, onde comprariam drogas.

Ele teria sido rendido tão logo entrou na rodovia Gentil Archer, onde aconteceu o acidente. Os acusados foram ouvidos na Delegacia de Polícia e liberados, porque segundo os policiais de plantão as evidências em torno do caso não estão claras, principalmente as declarações do taxista. 

Dúvidas ou Sugestões