Polícia Federal também investiga assalto na ZM

Peritos e agentes da Polícia Federal, trabalharam durante toda a tarde desta sexta-feira (14) coletando informações e periciando a caminhonete que uma quadrilha usou pela manhã no assalto à empresa ZM, no bairro Cerâmica Reis, em Brusque. O veículo, furtado em Porto Alegre (RS), tinha placa somente na dianteira e, ainda assim, pertencente a outro veículo. Segundo a Polícia Militar, a placa verdadeira é NAI-9300, de Boa Vista (RO).

Enquanto os agentes da PF buscaram as imagens do circuito interno de TV da ZM para identificar o grupo de assaltantes, os peritos buscaram evidências no veículo. Usando equipamentos e produtos especiais, os peritos retiraram os adesivos que imitavam o distintivo da Polícia Federal. É no papel contact, usado para afixar as logomarcas falsificadas, que os federais irão buscar em laboratório possíveis impressões digitais.

As investigações sobre a ação da quadrilha, cujo numero de integrantes será confirmada pelas imagens gravadas na empresa assaltada, serão feitas pela Polícia Federal e também pela Polícia Civil. Sobre o paradeiro do grupo, não há informações, dizem policiais de Brusque. A quadrilha usou outra Blazer para a fuga, de cor escura, que não foi identificado.

 

Dúvidas ou Sugestões