Ação da PM evita assalto em Brusque

Dois homens de Brusque que haviam roubado uma caminhonete Blazer na noite desta quarta-feira(13), em Blumenau, foram presos no início da tarde pela Polícia Militar escondidos em uma casa da rua José Rudolf, no bairro Águas Claras. Segundo a Polícia, Edson Rosa Alves (19) e Bruno Venerino Kol (19) usariam o veículo para assaltos em Brusque. O Serviço Reservado da PM seguiu os passos da dupla durante 19 horas. Edson e Bruno estavam escondidos desde a noite passada na casa do traficante "Estimado", que está recolhido ao presídio de Tijucas.
Com eles, além da réplica de uma pistola de uso exclusivo da Polícia, foram encontrados 54 gramas de pasta para a produção de pedras de crack, o suficiente para produzir no mínimo 200 unidades, além de dez aparelhos celular.
A vítima do assalto em Blumenau, uma empresária do comércio, falou com a imprensa, mas pediu para não ser fotografada temendo represálias. Junto com o marido, ela esteve na DP de Brusque para recuperar a caminhonete, que não sofreu danos materiais, e para reconhecer a dupla. Os bandidos já haviam confessado o assalto.
Agentes do P-2 monitoravam a dupla desde a noite passada, quando chegaram a Brusque com o veículo roubado da comerciante. A empresária contou que, sob a mira de armas, foi forçada e entregar a chave do carro quando se preparava para sair do Parque da FURB, onde pratica caminhada todos os finais de tarde.
A dupla presa em flagrante é conhecida nos meios policiais desde quando menores de idade. Edson Alves foi internado em um Centro de Recuperação depois de participar do assassinato da garota Andreza Jeske, em março de 2006, na avenida 1º de Maio.
Bruno Khol também ficou internado no mesmo regime. Quando menor de idade, ele participou do assalto que culminou com o assassinato do taxista Moisés Gamba, em maio de 2005.

Dúvidas ou Sugestões