Brusque vai ajudar vítimas do Rio

A chuva está trazendo muita tragédia para pessoas da parte serrana do Rio de Janeiro, com a maior catástrofe climática do Brasil. A cidade de Brusque passou por uma situação semelhante em novembro de 2008 e, comparado às cidades de Nova Friburgo e Teresópolis, o diferencial é o numero de mortos: 500 pessoas, segundo a Defesa Civil do Rio.

O diretor da Defesa Civil de Brusque, Eliseu Muller Junior, diz que "a cidade tem o objetivo de ajudar e temos o dever de fazer isso". Neste momento, a prefeitura espera informações para saber qual providencia vai tomar em reação à ajuda para os desabrigados, se irá fazer uma campanha local ou aderir a alguma em níveis estadual e nacional.

Eliseu Muller pede cautela neste momento. "Normalmente as pessoas querem ajudar, mas acabam fazendo as doações de forma aleatória. Por exemplo, muitos mandaram roupas e outras coisas demais que eram de maior necessidade ficavam em falta. Houve quem viesse de outras cidades, mas chegavam aqui, não sabiam o que fazer".

Por isso, a Defesa Civil de Brusque quer fazer a ação de forma organizada. Em Brusque, estão sendo criados núcleos para formação da população em momentos adversos. Uma conta no Banco do Brasil foi aberta para que a população de Brusque faça doações em dinheiro a fim de ajudar. Quem quiser e puder basta depositar na Agência 0741-2, conta 110000-9, em nome de SOS Teresópolis Donativos Banco do Brasil.

Edição de texto: Valdomiro da Motta

Dúvidas ou Sugestões