Bósio devolve comando da SDR à Sandra Eccel

A secretaria de Desenvolvimento Regional em Brusque (SDR) está novamente sob o comando da titular, Sandra Regina Eccel (PMDB). Ontem (1), o diretor-geral Jones Bósio entregou a função que ocupou interinamente desde o início do ano. Bósio foi o entrevistado do programa Repórter da Cidade, que vai ao ar diariamente das 12 horas às 15 horas.

Na entrevista, Bósio fez um rápido balanço dos pouco menos de 30 dias em que ocupou o cargo. O início das obras de asfaltamento na avenida Dom Joaquim, e ações no campo da habitação, foram alguns dos pontos destacados pelo democrata para analisar a passagem no comando da SDR.

Contudo. a grande questão que norteou o bate-papo com o jornalista Valdomiro da Motta foi sobre a liminar da Justiça que determina o retorno de Bósio à Câmara Municipal. “Ainda não fui intimado. Quando isso acontecer, irei apresentar o documento ao meu advogado (Newton Patrício Crespi) e recorrer”, disse ele, afirmando que tem a intenção de permanecer na SDR.

Sobre a liminar, o democrata disse acreditar que tudo se deve ao fato de o suplente ser o vereador Dejair Machado (DEM), cunhado do ex-prefeito Ciro Roza. A decisão de Machado assumir, segundo Bósio, se deu por opção das bancadas. A falta de experiência da oposição, formada por maioria, mas com poucos vereadores em mais de uma legislatura, poderia complicar o trabalho de fiscalização do Executivo.

“O Prudêncio (Roberto) é um ótimo vereador, mas falta experiência no Legislativo. O Duda (Hoffmann), a mesma coisa. O doutor Celso, também. E assim os demais. Faltava alguém que conhecesse bem a Câmara”, considerou Bósio. Ele disse ainda que sabe dos prejuízos políticos sofridos por ter escolhido ocupar função em outra esfera, após ser eleito vereador e ficar apenas um dia na Câmara.

“É algo que só vou saber quando me candidatar novamente em uma eleição”, finalizou.

Dúvidas ou Sugestões