SUS vai distribuir insulina mais moderna a crianças e adolescentes com diabetes

A partir do começo de 2018, unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) distribuirão doses de insulina análoga, um medicamento mais moderno e de efeito mais rápido, a 100 mil crianças com diabetes mellitus do tipo 1. A substância será armazenada em uma embalagem em formato de caneta, o que deverá facilitar o manuseio durante a aplicação, o reúso do recipiente e seu transporte. O anúncio foi feito hoje (11) pelo governo federal.

Em um primeiro ciclo, o medicamento será fornecido a crianças e jovens entre 10 e 14 anos, faixa etária em que a doença se manifesta de maneira mais intensa e necessita de uma resposta corpórea mais imediata. Se não tratada, a diabetes mellitus do tipo 1 pode causar danos irreversíveis ao sistema neurológico e dificuldade de aprendizagem. Os pacientes poderão obter o medicamento em postos de saúde e unidades da Farmácia Popular.

Segundo o ministério, a insulina análoga apresenta diversas vantagens em relação às versões mais comumente utilizadas. Ao contrário da insulina regular (que tem estrutura idêntica à insulina humana) e da NPH (mistura de protamina e zinco), que devem ser aplicadas entre 30 e 45 minutos antes do início das refeições e ao dormir, a insulina análoga deve ser injetada imediatamente antes das refeições, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

A ação no organismo leva apenas de 10 a 15 minutos, muito menos que os outros dois tipos, que agem a partir de 30 minutos, no caso da regular, e de uma a três horas, quando usada a NPH.

O governo investiu R$ 135 milhões na compra de 8 milhões de unidades do novo insumo. A próxima etapa, ainda sem data definida, é estender a distribuição da insulina análoga a adultos.

O grupo com prioridade na fila da distribuição corresponde a 1% do total de crianças brasileiras com a doença, que é de 1 milhão. De acordo com a SBD, a cada ano, no mundo, 440 mil crianças desenvolvem o diabetes. Hoje, de acordo com a Vigitel 2016, uma sondagem que acompanha doenças crônicas no país, o diabetes cresceu 8,9% entre a população adulta.

"Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte."



Antes de comentar leia os


UNIFEBE reforça sistema de segurança no campus Santa Terezinha

11 dias atrás

Para proporcionar maior segurança aos seus acadêmicos, colaboradores e visitantes, a UNIFEBE instalou um novo sistema de monitoramento de segurança, com 75 câmeras instaladas pelo Campus Santa Terezinha. “Com o sistema de monitoramento por câmeras é possível identificar qualquer fato que possa acontecer na Instituição. Até hoje não tivemos ocorrências mais graves, mas o objetivo é trabalhar primeiro com a prevenção antes que qualquer fato venha a acontecer”, destaca o pró-reitor de Administração Alessandro Fazzino. Segundo o pró-reitor, está previsto investimento em segurança de aproximadamente R$ 850 mil para os próximos dois anos, levando em conta a implantação do sistema de câmeras e o reforço efetivo de vigilantes. O coordenador do Núcleo de Informática William Molina explica que o projeto de monitoramento por câmeras, instalado em parceria com a empresa Eagle Soluções Tecnológicas Eireli, possui alta tecnologia nos processos de Segurança Patrimonial e Pessoal, aumentando significativamente o nível de segurança, maximizando a proteção dos ativos e dos recursos humanos da Instituição. “Entre outros benefícios, o sistema permitirá o relatório de ocorrências, possibilitando a comparação entre períodos de tempo e a busca por ocorrências específicas, monitoramento remoto, identificação de aglomerado de pessoas, análise facial, leitura de placas de veículos, entre outras vantagens”, conta. Texto: Assessoria de Comunicação / UNIFEBE

Geral

PATA apresenta prestação de contas na Câmara de Guabiruba

11 dias atrás

A sessão desta terça-feira (10) da Câmara de Vereadores de Guabiruba serviu para que a ONG PATA (Protegendo os Animais com Todo o Amor) prestasse conta dos serviços prestados à comunidade. Mesmo sem receber qualquer valor do poder público, a entidade achou importante colocar os dados à disposição da comunidade. De acordo com a presidente, Kelly Cristine Sttricker, o trabalho voluntário é bastante árduo, e por mais que as voluntárias queiram, nem todos os casos são atendidos por questões estruturais e de recursos. Além disso, a realidade encontrada pelas voluntárias com os animais geralmente é bastante cruel. Ela mostrou durante sua apresentação fotos do estado em que alguns animais foram encontrados em Guabiruba ao longo do ano. E para que o trabalho continue, eventos estão programados até o final do ano, entre eles a 1ª Festa Solidária da PATA, que acontecerá no mês de novembro, no bairro Aymoré. O vereador Felipe Eilert dos Santos também utilizou a tribuna para destacar o trabalho da PATA no município. Além disso, ele chamou a atenção para o 1º Seminário Regional de Proteção Animal, que está marcado para o dia 23 de outubro a partir das 19h, na Câmara de Guabiruba, evento promovido pela PATA, Acapra e AGAPA. No dia 4 de outubro foi comemorado o Dia Internacional do Animal, data onde é lembrado também o padroeiro dos animais, São Francisco de Assis. A próxima sessão da Câmara de Guabiruba está marcada para terça-feira (17), no horário regimental de 19h.

Geral

Reunião na Caixa busca novidades para rua João Heil

12 dias atrás

Uma reunião que durou cerca de 1h30 na manhã desta terça-feira (10) buscou respostas para três obras de necessidade da comunidade, entre elas a da rua João Heil, em que os moradores realizaram protesto no último sábado (RELEMBRE AQUI). Até o dia 30 de outubro, a análise técnica da obra deve ser finalizada pela Caixa. Segundo o vice-prefeito Ari Vequi, o laudo será entregue, e então o encaminhamento da obra deve ser feito com uma nova licitação para a construção de galerias num trecho de 80 metros entre a subida do Stop Shop e a rua João Heil. Essa situação é a mais possível, já que a volta da Catedral ao local não é do desejo da administração. Estiveram nessa reunião com a Caixa cinco representantes da Prefeitura, entre engenheiros e responsáveis pelo DGI, além de representantes da Caixa para os assuntos desse tipo de obra. E a questão da rua Sete de Setembro também foi tratada nesse encontro em Blumenau. O recapeamento asfáltico da Sete de Setembro através do Pró-Transporte passa ainda por duas etapas importantes. Na primeira, que precisa ser entregue nesta quarta-feira (11), a Prefeitura entregará a documentação técnica com as devidas correções, e até a próxima terça-feira a Gerência Executiva de Governo (GIGOV) concluirá a análise, para que então a licitação possa ser lançada. E também o asfaltamento da Abraão de Souza e Silva também pelo Pró-Transporte tem duas etapas importantes. Na próxima segunda-feira (16), a Prefeitura precisa entregar a documentação técnica da obra, e a partir de então a Gerência Executiva de Governo tem uma semana para fazer a análise.

Geral
Subir