Pai desliga internet ao chegar em casa e filho quebra carro

Pode parecer uma história até banal, mas mostra a revolta de um pai que se cansou de ver a situação fugir de controle. Um boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Polícia dá conta de que um veículo de um morador de Brusque foi danificado pelo próprio filho. O motivo? A internet que foi desligada quando o pai chegou em casa.

O dono da residência, de 46 anos, relatou no boletim de ocorrência que chegou após cumprir seu expediente, por volta de 18h30. E ao entrar em sua casa, ele resolveu desligar a internet justamente pelo fato de nenhum de seus três filhos querer saber de trabalhar, situação contada no BO.

No documento, o homem relata que já está cansado de todos os dias verificar essa situação em casa. E um dos filhos acabou revoltado com a perda do sinal da internet. Ele acabou danificando o carro do próprio pai por conta da atitude tomada por ele ao chegar em casa.

"Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte."



Antes de comentar leia os


Mulher tem documentos e equipamentos furtados de seu veículo

11 dias atrás

Uma mulher de 35 anos esteve durante a tarde de terça-feira (10) na Delegacia de Policia para registrar o furto de sua carteira, que estava no interior de seu veículo, na região central da cidade. Além de documentos e dinheiro, equipamentos eletrônicos também foram levados de dentro do carro. Segundo o relato, ela deixou os filhos na escola e estacionou o veículo nas proximidades da mesma. E ao sair do veículo, uma sacola foi deixada no banco do passageiro. Dentro dela havia sua CNH, RG, cartões de crédito e débito que acumulam cerca de R$ 1,5 mil, além de seu celular Samsung Galaxy Edge 6. A certidão de nascimento e a carteira de vacinação das crianças também foi levada, além de um Mini iPad. Ela sentiu a falta da bolsa ao retornar para o veículo. Ela suspeita que o veículo não foi trancado por algum motivo, mesmo após o acionamento da trava pela chave do carro. Os vidros estavam fechados, porém, a porta ficou entre aberta, por onde o ladrão deve ter entrado e furtado os objetos. 

Seguranca

Funcionários descobrem “chupa-cabra” em agência bancária

11 dias atrás

Uma funcionária da agência central do Banco do Brasil de Brusque compareceu durante a tarde de terça-feira (10) para informar que um dispositivo conhecido como “chupa-cabra” foi instalado em um dos caixas no dia 30 de setembro. O equipamento foi instalado e retirado no mesmo dia pelos golpistas. Segundo o boletim de ocorrência, ainda não foi identificado nenhum furto em conta dos clientes do Banco do Brasil até o momento. Inclusive há imagens dos supostos autores desse golpe no circuito de imagens da agência. O golpe funciona da seguinte maneira: após a máquina instalada, ela trava a retirada do cartão do caixa eletrônico quando uma tentativa de saque é realizada. Uma etiqueta é colocada no caixa eletrônico com um telefone que supostamente seria da agência. Com esse número, o cliente faz a ligação e repassa dados pessoais na esperança da liberação do cartão. Alguns dos dados exigidos são CPF, número da conta e a senha, para que o cartão seja bloqueado. Porém, com esses dados, saques são realizados pelos ladrões. 

Seguranca

PF realiza operação contra o tráfico internacional

12 dias atrás

Nesta manhã de terça-feira (10), a Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal, deflagra as Operações Oceano Branco e Contentor, que visam o desmantelamento de grupos criminosos voltados ao tráfico internacional de cocaína por portos marítimos catarinenses. Cerca de 450 policiais federais e 25 servidores da Receita cumprem simultaneamente 104 mandados de busca e apreensão, 45 mandados de prisão preventiva, 15 de prisão temporária, 12 conduções coercitivas e diversos sequestros de bens móveis e imóveis, além do bloqueio de contas bancárias, nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Pernambuco, Paraíba e Rio de Janeiro. As investigações demonstraram que as quadrilhas atuavam de forma similar, inserindo clandestinamente cargas de entorpecente em contêineres com mercadorias lícitas a serem exportadas, via de regra, para países europeus. Nas duas operações houve apreensões de droga no país e no exterior, em procedimentos de cooperação policial internacional. A Operação Contentor, iniciada no final de 2016 na Delegacia de Polícia Federal em Joinville/SC, levou a cinco grandes apreensões de drogas, inclusive no exterior (Bélgica), totalizando cerca de 2 toneladas de cocaína. No curso da investigação, apurou-se que o entorpecente era adquirido em região de fronteira, notadamente com a Bolívia, e entrava no Brasil em pequenos aviões que pousavam no aeroclube de São Francisco do Sul/SC. De lá, era levado para chácaras onde era acondicionado em grandes bolsas para posterior inserção em contêineres que sairiam pelo Porto de Itapoá. As ordens judiciais da Operação Contentor estão sendo cumpridas nos municípios de Joinville/SC, São Francisco do Sul/SC, Itapoá/SC, Garuva/SC, Santos/SP, São Paulo/SP, Recife/PE, João Pessoa/PB e Rio de Janeiro/RJ.

Seguranca
Subir